Motorizado


13/09/2008


GP da Itália - Treino Livre 3: Glock lidera no molhado

Mais uma sessão na chuva em Monza, na Itália. Desta vez, Timo Glock, com a Toyota, liderou o pelotão, marcando 1:35.464s, superando em mais de 0.6s o alemão Sebastian Vettel, da STR, segundo colocado. Nico Rosberg, da Williams, foi o terceiro. Mais um treino pouco conclusivo. A qualificação, de logo mais, deve ser disputada também no molhado e é provável que tenhamos zebras.

Entre os brasileiros, Massa foi 8º, Nelsinho Piquet 14º e Rubens Barrichello 16º. Destaque negativo para as McLaren, que colocou seus pilotos nas últimas posições. Confira os tempos:

1. Glock (Toyota) 1:35.464
2. Vettel (Toro Rosso) 1:36.129 + 0.665
3. Rosberg (Williams) 1:36.347 + 0.883
4. Trulli (Toyota) 1:36.686 + 1.222
5. Nakajima (Williams) 1:36.706 + 1.242
6. Heidfeld (BMW-Sauber) 1:36.972 + 1.508
7. Coulthard (Red Bull) 1:37.015 + 1.551
8. Massa (Ferrari) 1:37.263 + 1.799
9. Alonso (Renault) 1:37.270 + 1.806
10. Fisichella (Force India) 1:37.285 + 1.821
11. Sutil (Force India) 1:37.504 + 2.040
12. Kubica (BMW-Sauber) 1:37.671 + 2.207
13. Webber (Red Bull) 1:37.778 + 2.314
14. Piquet (Renault) 1:37.833 + 2.369
15. Button (Honda) 1:37.882 + 2.418
16. Barrichello (Honda) 1:38.689 + 3.225
17. Bourdais (Toro Rosso) 1:39.319 + 3.855
18. Raikkonen (Ferrari) 1:41.164 + 5.700
19. Kovalainen (McLaren) 1:42.683 + 7.219
20. Hamilton (McLaren) 1:46.325 + 10.861

Escrito por Ylan Marcel às 13h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GP da Itália - Treino Livre 2: Pista seca e Kimi lidera

A segunda sessão de treinos livres para o GP da Itália, em Monza, começou com a pista úmida. Mas desta vez, ao contrário do que aconteceu pela manhã, o clima melhorou e a pista secou gradativamente. Com isso, os favoritos de sempre deram as cartas.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, cravou o melhor tempo, com 1:23.861s, superando em apenas 0.070s Robert Kubica (BMW), o segundo mais rápido. Seu companheiro, Nick Heidfeld, terminou em terceiro, seguido de Lewis Hamilton, Nico Rosberg e Felipe Massa, que fechou a lista dos seis mais velozes desta sexta-feira (12).

Destaque mais uma vez para Adrian Sutil. Nono - mesmo no seco - um resultado extraordinário para a nanica Force India. Já a Renault, decepcionou. Fernando Alonso foi o 18º e Nelsinho Piquet, 20º e último. Ao final do treino, o brasileiro disse que os dois R28 andaram com muito combustível, algo bastante aceitável para justificar o fraco desempenho.

O outro brasileiro, Rubens Barrichello, da Honda, ocupou a 14ª posição na tabela de tempos. Confira o resultado:

1. Raikkonen (Ferrari) 1:23.861
2. Kubica (BMW-Sauber) 1:23.931 + 0.070
3. Heidfeld (BMW-Sauber) 1:23.947 + 0.086
4. Hamilton (McLaren) 1:23.983 + 0.122
5. Rosberg (Williams) 1:24.110 + 0.249
6. Massa (Ferrari) 1:24.247 + 0.386
7. Kovalainen (McLaren) 1:24.365 + 0.504
8. Webber (Red Bull) 1:24.521 + 0.660
9. Sutil (Force India) 1:24.669 + 0.808
10. Vettel (Toro Rosso) 1:24.773 + 0.912
11. Coulthard (Red Bull) 1:25.100 + 1.239
12. Bourdais (Toro Rosso) 1:25.192 + 1.331
13. Fisichella (Force India) 1:25.204 + 1.343
14. Barrichello (Honda) 1:25.296 + 1.435
15. Button (Honda) 1:25.309 + 1.448
16. Nakajima (Williams) 1:25.330 + 1.469
17. Glock (Toyota) 1:25.397 + 1.536
18. Alonso (Renault) 1:25.481 + 1.620
19. Trulli (Toyota) 1:25.753 + 1.892
20. Piquet (Renault) 1:26.195 + 2.334

Escrito por Ylan Marcel às 13h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GP da Itália - Treino Livre 1: Sutil, na chuva...

Começou de ponta-a-cabeça o fim de semana para o GP da Itália de Fórmula 1. No primeiro treino livre desta sexta-feira (12), o alemão Adrian Sutil, da Force India, aproveitou a instabilidade climática em Monza para registrar o melhor tempo da sessão e entrar para a história. Pela primeira vez em sua curta história na categoria máxima do automobilismo mundial, a equipe indiana termina um treino na frente. O mesmo para Sutil.

Tudo porque, como de costume, as equipes menores são as primeiras a irem à pista nessas sessões livres. O asfalto ainda estava úmido e a maioria dos pilotos aguardava uma melhora do clima para tentar suas voltas. Mas aconteceu o contrário e uma tempestade se abateu na região de Milão. Com isso, quem fez seus tempos no começo se deu bem.

Rubens Barrichello, por exemplo, finalizou em segundo, seguido de Giancarlo Fisichella, o outro piloto da Force India, em terceiro. Felipe Massa, da Ferrari, foi o mais lento daqueles que marcaram tempos. Curioso notar que as McLaren apenas deram as chamadas voltas de instalação e voltaram pro box.

Confira o resultado do primeiro treino:

1. Sutil (Force India) 1:32.842
2. Barrichello (Honda) 1:33.428 + 0.586
3. Fisichella (Force India) 1:33.695 + 0.853
4. Glock (Toyota) 1:36.800 + 3.958
5. Rosberg (Williams) 1:36.900 + 4.058
6. Alonso (Renault) 1:36.965 + 4.123
7. Bourdais (Toro Rosso) 1:37.142 + 4.300
8. Trulli (Toyota) 1:37.214 + 4.372
9. Raikkonen (Ferrari) 1:37.392 + 4.550
10. Vettel (Toro Rosso) 1:37.754 + 4.912
11. Piquet (Renault) 1:38.057 + 5.215
12. Coulthard (Red Bull) 1:38.303 + 5.461
13. Button (Honda) 1:39.062 + 6.220
14. Massa (Ferrari) 1:40.233 + 7.391
15. Heidfeld (BMW-Sauber)
16. Nakajima (Williams)
17. Kubica (BMW-Sauber)
18. Kovalainen (McLaren)
19. Webber (Red Bull)
20. Hamilton (McLaren)

Escrito por Ylan Marcel às 13h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/09/2008


Confira a programação para o GP da Itália

Neste fim de semana será disputado o 14º GP da temporada 2008 da Fórmula 1. Confira os horários e não perca nada do que acontecerá em Monza, na Itália:

Sexta-Feira (12):

05h00 - 1º Treino-Livre
09h00 - 2º Treino-Livre

Sábado (13):

06h00 - 3º Treino-Livre
09h00 - Classificação

Domingo (14)

09h00 - Corrida (53 voltas)

Escrito por Ylan Marcel às 16h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

McLaren vai apelar

A equipe McLaren resolveu apelar da decisão dos comissários do GP da Bélgica, que tiraram a vitória de Lewis Hamilton, após uma ultrapassagem polêmica sobre o atual campeão, Kimi Raikkonen. O time inglês acredita que possa recuperar o triunfo de seu piloto. Alegam que, no momento da manobra, ninguém da FIA questionou a legalidade da ultrapassagem.

O recurso será julgado no final do mês, antes do GP de Cingapura. Será um absurdo se a FIA voltar atrás. Até porque tirará a legitimidade da decisão dos comissários. E, além do mais, tornará tudo ainda mais confuso. Afinal de contas, a tabela de classificação do mundial não pode ficar sendo alterada por recursos no tribunal de apelações da FIA. A decisão já foi tomada, a punição foi dada. E ponto final.

Escrito por Ylan Marcel às 01h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

STR confirma motor Ferrari para 2009

A boa parceria entre Toro Rosso e Ferrari continuará na próxima temporada da Fórmula 1. Com isso, encerram-se as especulações de que a Honda poderia ser a fornecedora oficial do time, colocando, incluisve, Takuma Sato entre os titulares para 2009.

“Estamos muito contentes com o pessoal de Maranello e recentemente assinamos um novo contrato com eles”, declarou Franz Tost, chefão do time.

Bom para Sebastian Buemi, que luta por uma vaga contra o piloto japonês. Também pode ser interessante para Bruno Senna, ainda que o brasileiro tenha perdido espaço no noticiário da Silly Season. Mantenho minha opinião sobre ele. Caso Senna consiga virar o jogo e ser campeão da GP2, garante seu ingresso como titular na Fórmula 1. Provavelmente na própria Toro Rosso.

Escrito por Ylan Marcel às 01h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

09/09/2008


Merlo, dominador, é o novo líder da F-3 Sudam

Nelson Merlo venceu as duas baterias da Fórmula 3 Sul-Americana deste fim de semana, no Rio de Janeiro, e assumiu a liderança do certame, a três rodadas do fim da temporada. Merlo passou a ter uma vantagem de cinco pontos sobre o segundo colocado, Pedro Nunes Henrique. É o grande nome do momento na categoria, já que venceu as últimas cinco corridas disputadas.

Confira os resultados no Rio de Janeiro:

CORRIDA 1:

1º Nelson Merlo, 37min08s864, 27 voltas
2º Pedro Enrique, a 4s014
3º Denis Navarro, a 21s268
4º Renan Bussieri, a 49s967
5º Werner Neugebauer, a 54s636
6º Henrique Lambert, a 1 volta
7º Leonardo Cordeiro, a 9 voltas
8º Leonardo Otero, a 12 voltas
9º Nilton Molina, a 19 voltas
10º Lu Boesel, a 27 voltas
11º Felipe Ferreira, a 27 voltas

CORRIDA 2:

1º Nelson Merlo (Bra), 27 voltas em 30:44.589 (175.78 km/h)
2º Leonardo Otero (Bra), a 13.769
3º Pedro Nunes (Bra), a 16.445
4º Denis Navarro (Bra), a 23.744
5º Renan Bussieri (Bra), a 54.262
6º Lú Boesel (Bra), a 57.510
7º Felipe Ferreira (Bra), a 57.934
8º Nilton Molina (Bra), a 1 volta
9º Leonardo Cordeiro (Bra), a 4 voltas
10º Henrique Lambert (Bra), a 5 voltas
11º Werner Neugebauer (Bra), a 26 voltas

CLASSIFICAÇÃO PILOTOS:

1º Nelson Merlo (BRA) 86 PONTOS
2º Pedro Nunes Henrique (BRA) 81
3º Denis Navarro (BRA) 71
4º Leonardo Cordeiro (BRA) 37
5º Leonardo Otero (BRA) 32
6º Luis Boesel (BRA) 24
7º Werner Neugebauer (BRA) 21
8º Fernando Galera (BRA) 21
9º Daniel Landi (BRA) 16
10º Felipe Ferreira (BRA) 14
11º Rodolpho Santos (BRA) 14
12º Guido Falaschi (ARG) 13
13º Eduardo Leite (BRA) 13
14º Renan Bussiere (BRA) 10
15º Leonardo de Souza (BRA) 9
16º Henrique Lambert (BRA) 3
17º Facundo Crovo (ARG) 2
18º Nilton Molina (BRA) 1

Escrito por Ylan Marcel às 19h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

F-3 Alemã: Vervisch vence as duas em Lausitz

O belga Fréderic Vervisch saiu de Lausitz, na Alemanha, com o título da Fórmula 3 Alemã praticamente assegurado. Venceu as duas provas, com direito a uma pole na primeira. De quebra, fez a volta mais rápida em ambas as baterias. Destaque para os bons resultados do brasileiro Rafael Suzuki, sétimo na primeira e quinto na segunda. O piloto segue em sétimo no certame. Restam duas rodadas para o fim do campeonato.

Confira os resultados em Lausitz:

CORRIDA 1:

1) Fréderic Vervisch/BEL, 19 voltas em 25min56s323
2) Laurens Vanthoor/BEL, a 08s266
3) Matteo Chinosi/ITA, a 16s602
4) Sebastian Saavedra/COL, a 16s640
5) Gerhard Tweraser/AUT, a 20s810
6) Kevin Mirocha/ALE, a 24s878
7) Rafael Suzuki/BRA, a 25s103
8) Rahel Frey/SUI, a 27s112

CORRIDA 2:

1. Frédéric Vervisch BEL Jo Zeller Racing 19 voltas em 26:04.574
2. Sebastian Saavedra COL HS Technik Motorsport +2.572s
3. Johnny Cecotto VEN HS Technik Motorsport +4.987s
4. Gerhard Tweraser AUT Neuhauser Racing +16.678s
5. Rafael Suzuki BRA Performance Racing +22.792s
6. Max Nilsson SWE Swiss Racing Team +29.813s
7. Matteo Chinosi ITA Ombra Racing +30.572s
8. Kevin Mirocha ALE Josef Kaufmann Racing +32.114s
9. Sergey Chukanov ING Team rhino's Leipert +32.637s
10. Federico Leo ITA Ombra Racing +34.104s

CLASSIFICAÇÃO PILOTOS:

1º Frederic Vervisch (ING) 103 PONTOS
2º Sebastian Saavedra (COL) 72
3º Matteo Chinosi (ITA) 69
4º Johnny Cecotto (VEN) 66
5º Laurens Vanthoor (BEL) 53
6º Kevin Mirocha (ALE) 49
7º Rafael Suzuki (BRA) 45
8º Gerhard Tweraser (AUT) 42
9º Federico Leo (ITA) 22
10º Max Nilsson (SUI) 15
11º Hamad Al Fardan (BAH) 13
12º Philipp Eng (AUT) 7
13º Sergey Chukanov (UCR) 6
14º Rahel Frey (SUI) 4
15º David Hauser (LUX) 3
16º Gary Hauser (LUX) 2
17º Jens Hoing (ALE) 1

Escrito por Ylan Marcel às 18h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Johnson vence outra; Chase definido

Com mais uma vitória, desta vez em Richmond, Jimmie Johnson encerrou em alta a fase de classificação da Nextel Cup. Junto de Kyle Busch e Carl Edwards, é um dos grandes favoritos ao título. Título este que começa a ser definido na semana que vem, em New Hampshire. Além dos três acima citados, o Chase será composto por: Dale Earnhardt Jr., Clint Bowyer, Denny Hamlin, Jeff Burton, Tony Stewart, Greg Biffle, Jeff Gordon, Kevin Harvick e Matt Kenseth.

Estes foram os 12 melhores classificados após 26 corridas. Restam 10 para o final do certame. Na corrida deste domingo (7), o oval de Richmond assistiu a batalha pelas últimas vagas na elite da categoria máxima do automobilismo norte-americano. Mesmo chegando em 38º, a duas voltas do vencedor, Matt Kenseth, campeão de 2003, ficou com a 12ª vaga. No geral, não houve grandes surpresas. Talvez, a maior delas, a ausência de Kurt Busch, campeão de 2004 - o primeiro da era de playoffs.

Abaixo, a classificação final da prova e a tabela de pontos que passa a valer daqui em diante. Lembrando que os pilotos que fazem parte do Chase, recebem pontuação especial. Confira:

1. Jimmie Johnson (Chevrolet) 400 voltas
2. Tony Stewart (Toyota) 400
3. Denny Hamlin (Toyota) 400
4. Dale Earnhardt Jr (Chevrolet) 400
5. Mark Martin (Chevrolet) 400
6. Jeff Burton (Chevrolet) 400
7. Kevin Harvick (Chevrolet) 400
8. Jeff Gordon (Chevrolet) 400
9. David Reutimann (Toyota) 400
10. Kurt Busch (Dodge) 400
11. Casey Mears (Chevrolet) 400
12. Clint Bowyer (Chevrolet) 400
13. Carl Edwards (Ford) 400
14. Greg Biffle (Ford) 400
15. Kyle Busch (Toyota) 400
16. Martin Truex Jr (Chevrolet) 400
17. Travis Kvapil (Ford) 400
18. David Gilliland (Ford) 400
19. Kasey Kahne (Dodge) 400
20. Michael McDowell (Toyota) 400
21. Bobby Labonte (Dodge) 400
22. Dave Blaney (Toyota) 400
23. Regan Smith (Chevrolet) 400
24. Kyle Petty (Dodge) 400
25. Patrick Carpentier (Dodge) 400
26. Reed Sorenson (Dodge) 400
27. Ken Schrader (Toyota) 400
28. Michael Waltrip (Toyota) 400
29. Jamie McMurray (Ford) 400
30. Juan Montoya (Dodge) 400
31. Scott Riggs (Chevrolet) 400
32. David Ragan (Ford) 400
33. Ryan Newman (Dodge) 399
34. Paul Menard (Chevrolet) 399
35. Bill Elliott (Ford) 399
36. Brian Vickers (Toyota) 398
37. Elliott Sadler (Dodge) 398
38. Sam Hornish Jr (Dodge) 398
39. Matt Kenseth (Ford) 398
40. Joe Nemechek (Chevrolet) 398
41. Johnny Sauter (Chevrolet) 397
42. Robby Gordon (Dodge) 392

CLASSIFICAÇÃO:

1. Kyle Busch - 5080
2. Carl Edwards - 5050
3. Jimmie Johnson - 5040
4. Denny Hamlin - 5010
5. D.Earnhardt Jr. - 5010
6. Clint Bowyer - 5010
7. Jeff Burton - 5010
8. Tony Stewart - 5000
9. Greg Biffle - 5000
10. Jeff Gordon - 5000
11. Kevin Harvick - 5000
12. Matt Kenseth - 5000

Escrito por Ylan Marcel às 14h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Vitória de Helinho; título de Dixon





Bela prova de encerramento da temporada 2008 da Fórmula Indy, em Chicago. Principalmente nas últimas 100 voltas, que tvee um bloco de carros competitivos lutando pela vitória. As duas Ganassi, as duas Penske, além de Tony Kanaan e Danica Patrick, da AGR, sempre estiveram na frente, sendo este um espelho fiel do que foi toda a temporada.

Helio Castroneves conseguiu superar Scott Dixon nos pentelhésimos de segundo. A transmissão oficial da prova declarou o neo-zelandês como vencedor, mas a informação logo foi retificada pela organização da prova, após analisar a foto da chegada. Mesmo assim, Dixon conquistou o bicampeonato da categoria. Completou o pódio, o australiano Ryan Briscoe, que se comportou como um fiel escudeiro de Helinho a proca inteira, ajudando o brasileiro inclusive a se defender dos ataques da dupla da Ganassi. Tony Kanaan terminou a temporada com a quarta posição, ficando em terceiro no campeonato.

Entre os demais brasileiros, Jaime Camara foi o 18º, Bruno Junqueira 20º e Mario Moraes, que chegou a andar em sétimo, 21º. Vitor Meira, em sua despedida da Panther, abandonou.

Para encerrar o assunto Indy, é importante enaltecer o titulo do brazuka Rafa Matos na Indy-Lights. Chegou a Chicago com quatro pontos de vantagem para seu rival, Richard Antinucci, que bateu no meio da corrida, o que já lhe garantia o caneco. Ana Beatriz, única mulher na categoria, chegou em segundo e encerrou a temporada na terceira posição. A vitória da etapa foi de Arie Luyendyk Jr.

Confira o resultado final das duas provas e as respectivas tabelas de pontos:

Indy:

1. Hélio Castroneves - Penske
2. Scott Dixon - Ganassi
3. Ryan Briscoe - Penske
4. Tony Kanaan - Andretti Green
5. Will Power - KV
6. Dan Wheldon - Ganassi
7. Darren Manning - A.J. Foyt
8. Marco Andretti - Andretti Green
9. Ryan Hunter-Reay - Rahal Letterman
10. Danica Patrick - Andretti Green
11. Justin Wilson - Newman/Haas/Lanigan
12. Alex Tagliani - Conquest
13. AJ Foyt IV - Vision
14. Milka Duno - Dreyer & Reinbold
15. Franck Perera - A.J. Foyt
16. Marty Roth - Roth
17. Oriol Servia - KV
18. Jaime Camara - Conquest
19. Graham Rahal - Newman/Haas/Lanigan
20. Bruno Junqueira - Dale Coyne
21. Mario Moraes - Dale Coyne
22. Hideki Mutoh - Andretti Green

Não terminaram:

23. Ernesto Viso - HVM
24. Sarah Fisher - Fisher
25. Buddy Rice - Dreyer & Reinbold
26. Tomas Scheckter - Luczo Dragon
27. Vitor Meira - Panther
28. Ed Carpenter - Vision

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

1. Scott Dixon - 646 Pontos ( Campeão)
2. Hélio Castroneves - 629
3. Tony Kanaan - 513
4. Dan Wheldon - 492
5. Ryan Briscoe - 447
6. Danica Patrick - 379
7. Marco Andretti - 363
8. Ryan Hunter-Reay - 360
9. Oriol Servià - 358
10. Hideki Mutoh -346
11. Justin Wilson - 340
12. Will Power - 331
13. Vitor Meira - 324
14. Darren Manning - 323
15. Ed Carpenter - 320
16. Buddy Rice - 306
17. Graham Rahal - 288
18. Ernesto Viso - 286
19. A.J. Foyt IV - 280
20. Bruno Junqueira - 256
21. Mário Moraes - 244
22. Enrique Bernoldi - 220
23. Jaime Câmara - 174
24. Marty Roth - 166
25. Milka Duno - 140
26. Townsend Bell - 117
27. Mario Dominguez - 112
28. Jay Howard - 72
29. John Andretti - 71
30. Franck Perera - 71
31. Tomas Scheckter - 66
32. Sarah Fisher - 37
33. Paul Tracy - 32
34. Alex Tagliani - 30
35. Roger Yasukawa - 16
36. Davey Hamilton - 16
37. Buddy Lazier - 13
38. Jeff Simmons - 10
38. Alex Lloyd - 10

Indy-Lights:

1) Arie Luyendyk Jr.
2) Ana Beatriz
3) Raphael Matos
4) Bobby Wilson
5) James Davison
6) Jonathan Klein
7) Robbie Pecorari
8) Logan Gomez
9) Mike Potekhen
10) Daniel Herrington
11) Johnny Reid
12) Mick Gilbert
13) Pablo Donoso
14) Cyndie Alleman
15) Brandon Wagner
16) Christine Orr
17) Sean Guthrie
18) Tom Wieringa
19) Brent Sherman
20) Tom Dyer
21) Richard Antinucci
22) J.R. Hildebrand
23) Dillon Battistini
24) Wade Cunningham

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

1 Raphael Matos, 510 pontos
2 Richard Antinucci, 478
3 Ana Beatriz, 449
4 Arie Luyendyk Jr., 428
5 J.R. Hildebrand, 409

Escrito por Ylan Marcel às 13h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/09/2008


Hamilton venceu, mas não levou!





O GP da Bélgica deste domingo (7), realizado no maravilhoso circuito de Spa-Francorchamps, foi o mais polêmico do ano. Na verdade, polêmica foi a decisão dos comissários da pista belga, que sacaram a vitória de Lewis Hamilton por conta de uma ultrapassagem controversa sobre o atual campeão do mundo, Kimi Raikkonen.

O finlandês fazia uma prova irretocável, após largar da quarta posição e ultrapassar um a um os seus rivais nas primeiras voltas. Porém, o ritmo de Kimi caiu quando o piloto foi ao box colocar os pneus duros, na parte final da corrida. Lewis se aproveitou para reduzir a diferença e tentar uma manobra ousada, por fora, na Bus-Stop, nas últimas voltas. Raikkonen não cedeu e o inglês foi obrigado a cortar a chicane para evitar um acidente. Voltou à pista na frente, mas devolveu a posição na reta de chegada. No entanto, se aproveitou do vácuo, jogou por dentro na La Source e recuperou a liderança.

Daí em diante foi um salseiro. A chuva finalmente apareceu e molhou toda a pista. Restando duas voltas, os pilotos preferiram seguir sem trocar os pneus. Lewis errou, saiu do traçado e passou a dianteira para Kimi. Mas logo na curva seguinte, foi a vez do nórdico rodar, entregando de vez a vitória. Ainda tentou uma reaproximação, mas rodou novamente e bateu, abandonando. Felipe Massa, que em momento algum ameaçou seus concorrentes, ganhou de bandeja o segundo lugar, reduzindo o prejuízo para Hamilton em apenas dois pontos.

Mas o grande barato da prova aconteceu lá atrás. Nick Heidfeld e Fernando Alonso optaram por entrar nos boxes para colocar pneus intermediários e conseguiram uma recuperação fantástica, passando todo mundo e terminando em terceiro e quarto respectivamente. Alonso, inclusive, passou Vettel a alguns metros da bandeira quadriculada. O alemão concluiu em quinto, seguido de Robert Kubica, Sebastian Bourdais e Timo Glock, que fecharam a lista dos oito primeiros. Após a bandeirada, Glock foi punido com um acréscimo de 25s em seu tempo total de prova, por ultrapassar Mark Webber em um trecho de bandeira amarela, causada pelo acidente de Kimi Raikkonen. Com isso, perdeu o oitavo posto exatamente para Webber.

E quando tudo parecia decidido, com direito à comemoração de Hamilton ao final da prova, no pódio, com champagne e tudo o que tinha direito, eis que os comissários desportivos anunciam a mesma punição dada a Glock para o piloto da McLaren. A justificativa: "corte de chicane e obtenção de vantagem". De fato, o inglês se aproveitou por ter saído mais lançado na reta para ultrapassar Kimi na curva La Source. Em condições normais, jamais conseguiria tal feito. Punição correta, na minha maneira de ver.

Assim, Felipe Massa foi declarado vencedor e Nick Heidfeld, promovido ao segundo posto. É impressionante como esse piloto se dá bem em corridas malucas como a de hoje. Hamilton acabou relegado à terceira posição, perdendo quatro pontos com relação a Massa. A diferença, que poderia ser de oito, caiu para dois pontos na tabela do mundial de pilotos. E a próxima etapa é em Monza, na Itália, casa da Ferrari. Estou sentindo cheirinho de título brasileiro em Interlagos!

Confira a classificação final do GP da Bélgica:

1. Felipe Massa (Ferrari)
2. Nick Heidfeld (BMW-Sauber)
3. Lewis Hamilton (McLaren)
4. Fernando Alonso (Renault)
5. Sebastian Vettel (Toro Rosso)
6. Robert Kubica (BMW-Sauber)
7. Sebastien Bourdais (Toro Rosso)
8. Mark Webber (Red Bull)
9. Timo Glock (Toyota)
10. Heikki Kovalainen (McLaren)
11. David Coulthard (Red Bull)
12. Nico Rosberg (Williams)
13. Adrian Sutil (Force India)
14. Kazuki Nakajima (Williams)
15. Jenson Button (Honda)
16. Jarno Trulli (Toyota)
17. Giancarlo Fisichella (Force India)
18. Kimi Raikkonen (Ferrari)

Volta mais rápida: Kimi Raikkonen (Ferrari) - 1min47s930, na 24ª.

CLASSIFICAÇÃO PILOTOS:

1. Lewis Hamilton - 76 Pontos
2. Felipe Massa - 74
3. Robert Kubica - 58
4. Kimi Räikkönen - 57
5. Nick Heidfeld - 49
6. Heikki Kovalainen - 43
7. Jarno Trulli - 26
8. Fernando Alonso - 23
9. Mark Webber - 19
10. Timo Glock - 15
11. Nelsinho Piquet - 13
12. Sebastian Vettel - 13
13. Rubens Barrichello - 11
14. Nico Rosberg - 9
15. Kazuki Nakajima -8
16. David Coulthard - 6
17. Sébastien Bourdais - 4
18. Jenson Button - 3
19. Giancarlo Fisichella - 0
20. Adrian Sutil - 0

CLASSIFICAÇÃO EQUIPES:

1) Ferrari 131 Pontos
2) McLaren 119
3) BMW 107
4) Toyota 41
5) Renault 36
6) Red Bull 25
7) Williams 17
8) Toro Rosso 17
9) Honda 14

Escrito por Ylan Marcel às 21h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GP2: Maldonado, na última volta!

A vitória de Pastor Maldonado, da Piquet Sports, foi daquelas memoráveis. Neste domingo (7), o venezuelano fez uma de suas melhores exibições na categoria. Acabou por ultrapassar Jerome D'Ambrosio, da Dams, na última volta, na Les Combes. O pódio foi completado pelo russo Vitaly Petrov.

Novamente, Bruno Senna não teve sorte e acabou abandonando ainda no início, com um pneu furado, após tentar uma ultrapassagem. Lucas di Grassi foi o melhor brasileiro nesta bateria, em quinto. Romain Grosjean, vencedor do sábado, foi apenas o 10º. Já Carlos Iaconelli, brasileiro da BCN, realizou sua melhor corrida no ano e terminou em 13º. Diego Nunes e Alberto Valério não completaram.

Vale lembrar que Andreas Zuber, terceiro colocado na primeira corrida, foi punido e perdeu seu pódio. Não fez grande coisa hoje, sendo o primeiro a abandonar.

A última rodada dupla da temporada acontece no próximo fim de semana, em Monza, na Itália. Giorgio Pantano tem 11 pontos de vantagem sobre Bruno Senna e é o grande favorito para conquistar o título diante de sua apaixonada torcida.

Confira o resultado final da etapa 2 em Spa:

1. Pastor Maldonado (Piquet Sports) 39:35,698
2. Jerome D'Ambrosio (Dams) + 1.256
3. Vitaly Petrov (Barwa Campos Team) + 5.439
4. Sebastien Buemi (Trust Team Arden) + 6.390
5. Lucas di Grassi (Barwa Campos Team) + 7.222
6. Kamui Kobayashi (Dams) + 7.890
7. Davide Valsecchi (Durango) + 8.213
8. Karun Chandhok (iSport International) + 8.767
9. Javier Villa (Racing Engineering) + 12.199
10. Romain Grosjean (ART Grand Prix) + 16.317
11. Ho-Pin Tung (Trident Racing) + 17.065
12. Michael Herck (DPR) + 18.351
13. Carlos Iaconelli (BCN Competicion) + 20.023
14. Adrian Valles (BCN Competicion) + 20.350

Não completaram:

Andy Soucek (Super Nova Racing)
Luca Filippi (Trust Team Arden)
Marko Asmer (FMS International)
Bruno Senna (iSport International)
Diego Nunes (DPR)
Álvaro Parente (Super Nova Racing)
Alberto Valerio (Durango)
Mike Conway (Trident Racing)
Roldan Rodriguez (FMS International)
Sakon Yamamoto (ART Grand Prix)
Andreas Zuber (Piquet Sports)

Escrito por Ylan Marcel às 21h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GP2 tem vitória de Grosjean em Spa

Romain Grosjean fez uma corrida tecnicamente perfeita em Spa, na Bélgica, onde neste sábado (6) foi realizada a primeira etapa da rodada dupla da GP2. Largando de 3º, o francês foi sempre combativo e conseguiu, nas últimas voltas, uma ultrapassagem sobre o português Alvaro Parente que lhe garantiu o triunfo.

Bruno Senna tinha tudo para vencer. Partindo da pole, agüentou a pressão de seus principais concorrentes mesmo com o piso ainda úmido. Mas ao sair do box, após sua parada obrigatória, quase se chocou no pit-lane com um outro piloto, que me escapa o nome agora.

A direção da corrida o puniu, julgando que foi uma saída precipitada. E para completar a maré de azar do brasileiro, Davide Valsecchi bateu com violência e provocou a entrada do safety-car. Bruno, então, só pôde pagar a penalidade após a relargada, caindo assim para a última posição. Recuperou-se e terminou em 12º, amenizando o prejuízo para a segunda bateria.

Por outro lado, Giorgio Pantano, grande rival de Senna na luta pelo título de 2008, fez uma corrida cheia de contratempos. Durante o safety-car, o italiano ficou lento por alguns instantes, sendo ultrapassado por muita gente e caindo para a décima posição. Tentando se recuperar, atingiu de forma bizonha o brasileiro Lucas di Grassi, na La Source. Pior para o brasileiro, que vinha em oitavo. Além de marcar um ponto, Di Grassi largaria na pole no domingo. Acabou abandonando, sendo classificado apenas em 17º, uma posição atrás de Pantano.

Horas mais tarde, o líder da temporada foi excluído do fim de semana, por conduta anti-desportiva e negligência. Assim sendo, independente do resultado da corrida do domingo, a decisão fica adiada para Monza, na semana que vem, última etapa do certame. Vamos torcer para Senna somar uns pontinhos amanhã para aumentar suas chances de título.

Confira a classificação final da prova:

1. Romain Grosjean (ART Grand Prix) 1:02:33.710
2. Alvaro Parente (Super Nova International) + 4.139
3. Andreas Zuber (Piquet Sports) + 5.744
4. Pastor Maldonado (Piquet Sports) + 6.308
5. Vitaly Petrov (Campos) + 6.783
6. Sebastien Buemi (Trust Team Arden) + 8.711
7. Andy Soucek (Super Nova International) + 8.939
8. Mike Conway (Trident Racing) + 9.549
9. Jerome d´Ambrosio (Dams) + 10.846
10. Kamui Kobayashi (Dams) + 12.790
11. Karun Chandhok (iSport International) + 13.048
12. Bruno Senna (iSport International) + 13.383
13. Diego Nunes (DPR) + 14.176
14. Andreas Valles (BCN Competicion) + 14.903
15. Michael Herck (DPR) + 16.537
16. Ho-Pin Tung (Trident Racing) + 17.315
17. Marko Asmer (FMS International) + 17.935
18. Javier Villa (Racing Engineering) + 18.204
19. Sakon Yamamoto (ART Grand Prix) + 19.705
20. Luca Filippi (Trust Team Arden) + 43.184
21. Giorgio Pantano (Racing Engineering) + 1:16.651
22. Lucas di Grassi (Campos) + 1 volta
23. Roldan Rodriguez (FMS International) + 1 volta

Não completaram:

Alberto Valério (Durango)
Davide Valsecchi (Durango)
Carlos Iaconelli (BCN Competicion)

Escrito por Ylan Marcel às 01h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/09/2008


GP da Bélgica - Qualifying: Hamilton na pole

A McLaren não liderou nenhum treino livre na Bélgica. No entanto, quando foi pra valer, se colocou na pole-position para o GP de amanhã. Lewis Hamilton surpreendeu a todos com uma volta mágica no Q3 em 1:47.338s, batendo seu maior rival, Felipe Massa, em mais de 0,3s. O brasileiro da Ferrari declarou ter feito uma excelente volta e se disse surpreso com o ritmo do inglês.

A segunda fila será formada pelos finlandeses Heikki Kovalainen e Kimi Raikkonen, pela ordem. Nick Heidfeld foi o "melhor do resto", com o quinto tempo, e terá a companhia de Fernando Alonso (6º) na terceira fila. Boa participação da STR, colocando seus dois pilotos no Top 10. Desta vez, Bourdais superou Vettel e sai em nono.

Nelsinho Piquet parte de 12º, enquanto Rubens Barrichello até surpreendeu e conseguiu a 16ª posição, quase conseguindo passar para o Q2.

Confira o grid de largada para o GP da Bélgica:

1º. Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1min47s338
2º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min47s678
3º. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1min47s815
4º. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min47s992
5º. Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min48s315
6º. Fernando Alonso (ESP/Renault), 1min48s504
7º. Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min48s736
8º. Robert Kubica (POL/BMW), 1min48s763
9º. Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), 1min48s951
10º. Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso), 1min50s319

Eliminados no Q2:

11º. Jarno Trulli (ITA/Toyota), 1min46s949
12º. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), 1min46s965
13º. Timo Glock (ALE/Toyota), 1min46s995
14º. David Coulthard (ESC/Red Bull), 1min47s018
15º. Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min47s429

Eliminados na Q1:

16º. Rubens Barrichello (BRA/Honda), 1min48s153
17º. Jenson Button (ING/Honda), 1min48s211
18º. Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min48s226
19º. Kazuki Nakajima (JAP/Williams), 1min48s268
20º. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), 1min48s447

Escrito por Ylan Marcel às 22h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GP da Bélgica - Treino livre 3: BMW na frente

Num treino em que a chuva finalmente deu o ar da graça, Nick Heidfeld aproveitou os minutos finais da sessão, sem chuva e com a pista quase seca, para registrar o melhor tempo. O alemão da BMW-Sauber fez 1:47.876s, superando em mais de 0,2s o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren. Fernando Alonso, mais rápido no treino 2 de ontem, cravou a terceira melhor marca. Lewis Hamilton e Felipe Massa, pela ordem, completaram os cinco primeiros.

Bom treino do Vettel (6º), assim como Piquet (9º). Decepção para Robert Kubica, o 13º mais veloz, e para a Honda, que ocupou as duas últimas posições da tabela de tempos. Jenson Button nem marcou tempo, ficando em 20º. Logo mais será disputado o treino oficial, que define o grid de largada. Se chover pra valer, vai ser um Deus nos acuda!

Confira os tempos:

1. Heidfeld (BMW-Sauber) 1:47.876
2. Kovalainen (McLaren) 1:48.165 + 0.289
3. Alonso (Renault) 1:48.307 + 0.431
4. Hamilton (McLaren) 1:48.356 + 0.480
5. Massa (Ferrari) 1:48.692 + 0.816
6. Vettel (Toro Rosso) 1:48.768 + 0.892
7. Raikkonen (Ferrari) 1:48.815 + 0.939
8. Rosberg (Williams) 1:48.836 + 0.960
9. Piquet (Renault) 1:48.946 + 1.070
10. Webber (Red Bull) 1:49.054 + 1.178
11. Trulli (Toyota) 1:49.057 + 1.181
12. Coulthard (Red Bull) 1:49.125 + 1.249
13. Kubica (BMW-Sauber) 1:49.250 + 1.374
14. Bourdais (Toro Rosso) 1:49.256 + 1.380
15. Glock (Toyota) 1:49.535 + 1.659
16. Nakajima (Williams) 1:49.830 + 1.954
17. Fisichella (Force India) 1:49.949 + 2.073
18. Sutil (Force India) 1:50.034 + 2.158
19. Barrichello (Honda) 1:50.061 + 2.185
20. Button (Honda) Não marcou tempo

Escrito por Ylan Marcel às 22h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, TIJUCA, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Animais, Música

Histórico